quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Salmo 73:1

"Na verdade, Deus é bom para o povo de Israel, ele é bom para aqueles que têm um coração puro."

Esse é um salmo de Asafe. Aqui ele abre o coração da forma mais autêntica e humana possível: "Os maus não sofrem como os outros sofrem... ficam cada vez mais ricos...fazem planos para explorar os outros e o povo ainda vai atrás deles, crendo no que eles dizem! Faço força para entender isso mas não consigo!..."   Será que esses pensamentos "pouco espirituais" nunca passearam pela nossa cabeça?

Uma das coisas que me consolam nesse Salmo é quando percebo que ele foi escrito para me acalmar. Está registrado para que eu perceba que meus sentimentos não são novos: muita gente já se sentiu como eu, já pensou o que pensei e nem assim foram rejeitadas por Deus. Ele sabe como nos sentimos! Por isso inspirou Asafe a escrever esse texto, a fim de que eu soubesse que não preciso explicar ou tentar me justificar. Deus nos entende. Nós é que não o entendemos.

Observando a situação no mundo hoje podemos ser levados a pensar que Deus não é bom. Tanta desgraça acontecendo!   Toda a mentira de Satanás tem justamente essa finalidade: convencer-nos de que Deus não é bom.  No Éden o inimigo insinuou a Eva que as motivações de Deus não eram boas: "Pare com isso, Eva! Claro que você não vai morrer se provar desse fruto! Deus inventou essa história porque não quer que você seja como Ele, conhecendo o bem e o mal, entendendo  mundo! Ele quer que vocês sejam sempre tolos!"

Mas Deus é bom. É bom PARA AQUELES QUE TEM UM CORAÇÃO PURO.

Afasto aqui a ideia de retribuição. Quero frisar uma outra maneira de entender o texto. Minha paráfrase é: "Somente a partir do momento em que somos purificados é que conseguimos perceber a bondade de Deus. Antes disso, não. Os que tem o coração puro, só eles entendem que Deus é bom. Os demais sempre colocam isso em dúvida."

Esse coração puro de que fala o texto só conseguimos no convívio com Deus. Comunhão. Temos que nos expor a Ele assim como as roupas brancas perdem suas manchas quando expostas ao sol. Precisamos "quarar" na presença de Deus.

Há uma promessa linda para aqueles que buscam ao Senhor. Aqui não me refiro a prosperidade, a vida eterna, a paz, não me refiro a adquirir poder espiritual. O que estamos frisando no momento é que a proximidade com Deus afugenta as nossas inquietações, acalma o nosso espírito. A proximidade com Deus nos faz perceber coisas, entender intuitivamente os mistérios.  Não adianta explicar certas verdades ao mais culto dos incrédulo. Há coisas que só entendemos com o coração. Há realidades que só fazem sentido quando saem da boca de Deus.

"Porém, quando fui ao Templo, entendi..." 

"Templo" pode ser interpretado como qualquer lugar que eu eleja para buscar a Deus. O tempo pode
ser a minha sala, pode ser o prédio onde os crentes se reúnem, pode ser qualquer cantinho onde, particularmente e em sinceridade, eu busque a presença do Senhor. Só ali, através da exposição ao Sol, poderei purificar meu coração. Só a partir desse encontro "clareador" é que poderei começar a entender.

Essa é uma das bênçãos direcionadas aos que buscam ao Senhor: acalmar o espírito e começar a ENTENDER.

Cristina

Nenhum comentário: