quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

A verdade sobre a mentira

Disse Jesus:

"E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará... Eu sou o caminho, e a verdade e a vida..."

Mais uma vez as palavras de Jesus emergem em meio às notícias do dia-a-dia. Dessa vez fui relembrada das palavras do Mestre quando li a reportagem que afirma que a mentira é uma prisão emocional que causa imenso estresse.

"O estresse e a fadiga não acontecem por causa do que está a nossa volta, como muitos erroneamente pensavam. Eles são consequência de uma espécie de prisão mental que às vezes criamos por culpa do perverso costume de mentir. Quando não dizemos realmente o que pensamos a nossos familiares, amigos ou companheiros de trabalho entramos nessa prisão psíquica na qual estamos inconscientemente envolvidos.
Frente a essa atitude tão comum na maior parte do gênero humano, o psicoterapeuta americano Brad Blanton defende, em "Radical Honesty" (Honestidade Radical, em tradução livre), um livro de autoajuda que pode ser qualificado de "não-agradável", um retorno à disciplina no exercício da verdade..."


Lembro também de Jesus sinalizando a Verdade como sendo ele mesmo. Está também nos Salmos que a Palavra de Deus é luz e que o Senhor "derrama luz nas nossas trevas".

Mas andar em verdade não é apenas parar de contar mentiras. Posso dizer que é mais que isso: é uma postura diante de nós mesmos e da vida. É a decisão não apenas de não enganarmos os outros, mas de também não mais enganarmos a nós mesmos.

Essa carreira nos está proposta. Olhemos para o Pai das Luzes e que ele lance luz sobre o que houver de nebuloso em nós. Só assim saberemos em verdade o que é encontrar descanso para as nossas almas.

Nenhum comentário: