quarta-feira, 14 de novembro de 2007

"Vejo os homens como árvores..."


"Vejo os homens como árvores..." (Marcos 8:24)

A operação de Jesus em nossa vida obedece o ritmo que Ele, pela sua infinita sabedoria determina. E isso é incompreensível para nós - principalmente para aquele que não atenta para as coisas de Deus, mas somente para as dessa terra.


Neste domingo (11/11) estivemos conversando sobre isso. Quantas vezes caimos na tentação de querer avaliar a extensão e exatidão da experiência que uma pessoa teve com Deus!

Avaliação: essa palavra tem sido maldita em alguns arraiais.


Nessa passagem do Evangelho segundo Marcos, observamos um episódio em que uma pessoa teve um autêntico encontro com o Senhor mas mesmo assim não ficou imediatamente curada. Isso pode? É possível? Mas foi Jesus mesmo quem tocou naquele cego?


Vemos na Bíblia algumas pessoas serem curadas por Jesus imediatamente. Outras foram curados a distância! Mas com esse homem cego tudo aconteceu de forma bem diferente.


"E, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia; e, cuspindo-lhe nos olhos, e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe se via alguma coisa..."


Jesus poderia te-lo curado imediatamente. Por que não o fez?


Algumas pessoas se convertem e no mesmo instante deixam de fumar, de beber, saem pregando com graça e testemunhando das maravilhas de Deus. Queríamos que fosse sempre assim, não é? Tudo seria mais compreensível, o terreno nos pareceria mais firme se soubessemos sempre "o próximo capítulo da novela".


Às vezes olhamos alguém em nosso meio que, por não apresentar "evidências claras e palpáveis" de conversão, concluimos que não teve um genuníno encontro com o Senhor...

Há também quem ache que não é possível que alguém possa ter vivenciado um encontro com Jesus fora do "arraial dos santos"...


Cada um de nós tem seu próprio ritmo de crescimento. Deus não se desespera se o seu ritmo, meu irmão, parecer lento. Deus trata com cada um de nós de forma muito individual.


Talvez sua figura não sirva, hoje, para ser exibida como troféu de uma determinada igreja. E daí?

Jesus só quer que você não pare de crescer. Ele não está preocupado com o departamento de marketing de nenhuma instituição. Ele te olha com imenso carinho, com o amor mais profundo e se alegra com cada pequeno passo em sua jornada.


Apenas "desejai como meninos recém-nascidos, o puro leite espiritual, a fim de por ele crescerdes para a salvação" (I Pedro 2:2). Tudo o mais Deus providencia.

"No monte do Senhor se proverá" - Aleluia! (Gênesis 22:14)


Aquele cego foi curado mas primeiro foi levado para fora da aldeia, depois Jesus cuspiu em seus olhos, impôs as mãos sobre ele, perguntou-lhe se via alguma coisa (que estranho Jesus fazer essa pergunta!) . Depois que o homem disse que estava enxergando as pessoas "como árvores que andam" Jesus tornou a pôr-lhe as mãos sobre os olhos, e fez olhar para cima: e ele ficou restaurado, e viu cada homem claramente.


Essa pode ser a sua história. Ou não.
O importante é VOCÊ TER UMA HISTÓRIA COM JESUS.



Cristina Faraon

Nenhum comentário: