segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Pensamento do dia

Alcançar a virtude precisaria ser um alvo do nosso coração - um doce alvo.
"Algo" deveria nos puxar, irresistivelmente, na direção do Bem.
Precisamos aprender a amar o Bem pelo Bem, sem nenhum outro motivo. Esse deveria ser um clamor de nossa nova natureza, uma exigência do nosso espírito.
O que nos move à santidade não deveria ser o "medo de abrir brecha", medo de "perder a cobertura", "dar mal testemunho" (que geralmente equivale a viver de aparências), "virar alvo do diabo", "perder a bênção" etc.
Deveria ser um clamor do nosso espírito por saber que uma vida sem os frutos do Espírito se torna terrivelmente empobrecida. O nome disso é conscientização.
É bem triste quando a busca pela santidade tem o significado apenas de mais uma tarefa a ser cumprida.

Cristina Faraon

Nenhum comentário: