sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Não somos marcianos

"E ali esteve (Jesus) no deserto quarenta dias, tentado por Satanás. E vivia entre as feras, e os anjos o serviam." Marcos 1:13


Algumas coisas na Bíblia parecem muito claras. Jesus veio ao mundo para nos salvar; para isso, precisou nascer. Foi batizado para que se cumprisse toda a justiça. Para expiar nossos pecados sofreu e foi morto, fazendo-se o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Como a Vida não poderia ser contida pela morte, ressuscitou. E por ser Deus, reina pelos séculos dos séculos. Porque nos ama, está conosco todos os dias. Porque ama a humanidade e nos capacita, mandou-nos pregar o Evangelho. Certo.

Mas por que, afinal de contas, ele precisava ser tentado também? Parece estranho, a muitos, imaginar Jesus sendo tentado.

Mesmo sem entender a totalidade dos desígnios de Deus, podemos aprender coisas relevantes a partir desse episódio:

1- Na verdade Jesus não foi tentado apenas no deserto. Durante todo o tempo em que assumiu a forma humana viveu e enfrentou, como nós, uma série de dificuldades. E como sabemos, as dificuldades são, em si, um terreno fértil para tentações de várias naturezas.

2- Esse episódio nos mostra que, mesmo que sejamos tentados todos os dias, existem épocas em nossas vidas nas quais a provação se torna mais intensa e direcionada. Existem períodos especialmente críticos em nossa caminhada cristã.

3- Deus permite que essas coisas aconteçam. Jesus foi guiado pelo Espírito ao deserto para ser tentado (Mateus 4:1).

4- Seja o que for que estivermos passando precisamos lembrar: não ficaremos para sempre no deserto.

5- Jesus foi tentado por amor a nós! Foi tentado para soubéssemos, em todos os momentos de nossas vidas, que ELE PODE ENTENDER O QUE SENTIMOS QUANDO SOMOS TENTADOS. E saber disso é um imenso consolo.

Como recorrer a um Deus puro, santo mas "desumano"? Como estar aos seus pés imaginando que, na verdade, ele não tem noção do que é ser como nós?

"Ah, ele é Deus! Não pode entender o que estou passando! Ele está acima disso tudo. Para ele, esse meu momento não conta."

Se você disser que esse pensamento é infantil, só posso concordar. Mas quantas vezes, ainda que sutilmente, não fomos acometidos pela impressão de que Deus "nos conhece mas não nos entende"?

Foi um ato de amor suportar tudo o que suportou para nos confortar, animar e, principalmente, para FAZER COM QUE NOS SINTAMOS COMPREENDIDOS E ACEITOS. Se compreendido e aceito são duas das mais profundas necessidades dos seres humanos. E Ele sabe disso.

"Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado". Hebreus 4:15

"Pois, naquilo que ele mesmo sofreu, tendo sido tentado, é poderoso para socorrer os que são tentados". Hebreus 2:18

6- Deus opera seu poder em favor do seu povo. Deus interfere sim - milagres existem! Mas em determinadas situações não somos acudidos por um milagre salvador que venha nos livrar em um momento crítico.

Ainda que Deus opere nesse mundo, não podemos esquecer que estamos aqui como humanos e precisamos vencer as dificuldades como humanos cheios do Espírito - não como super heróis.

Jesus poderia ter expulsado Satanás de sua presença logo no primeiro dia no deserto. Poderia dispor de toda a sua autoridade para se livrar daquele "incômodo", mas não. Quarenta dias foi o tempo determinado por Deus. Quarenta dias Jesus suportou.

Algumas coisas têm que ser cumpridas; algumas coisas têm que ser suportadas por um tempo.

Hoje muitos cristãos ignoram esse fato. Dizendo-se filhos do Rei, revoltam-se nas situações difíceis. Acham que um filho do Rei não pode passar por certas coisas.

Ora, se o próprio Rei dos Reis passou!

"...pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus. antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens ..." Filipenses 2:6 e 7

Ou seja: QUEM ESTÁ NESSE MUNDO É CHAMADO A VIVER COMO HUMANO, não como super herói. E como humanos, habitados pelo Espírito Santo, venceremos.

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo - o Deus de toda a consolação!
Cristina Faraon

Nenhum comentário: