quinta-feira, 21 de junho de 2007

Um barato



Achei bem interessante essa resposta do Pr. Caio a uma pessoa que lhe escreveu dizendo estar preocupada com a ausência de dúvidas - ou excesso de certezas - do pastor. Leia um trecho:



"... Sobre seu medo de minhas certezas ou falta de dúvidas, tenho apenas duas coisas a dizer:

A primeira é que só tenho dúvida do que tenho dúvida, mas não tenho nenhuma dúvida do que pela Palavra, pela experiência e pela consciência, sei.

Como posso duvidar do que não tenho dúvida? Sendo que aquilo acerca do que não tenho dúvida é justamente aquilo que essencialmente existo dizendo que creio?

Ora, seria assim para mim se eu fosse um “duvidoso profissional”; ou se eu mesmo fosse um “duvidoso essencial”. Mas não sou. Quando creio, creio até descrer. Quando não creio, não creio até crer. E, em geral, o que digo crer, digo-o por ter experimentado. Simples assim.

Minhas dúvidas são muitas, mas são muito pouco importantes; pois, eu mesmo não me importo com minhas dúvidas.

Eu duvido sem crise.

E quando duvido não me culpo. Não sofro com dúvidas, pois, o que me move em fé não deixa que qualquer que seja a dúvida me moleste como tal.

E o que posso fazer? Inventar angustia para mim? Sofrer por coisas que me são desimportantes? Apaziguar os que acalentam suas dúvidas fazendo-me passar por um ser sofisticadamente duvidoso?

Além disso, minhas certezas são todas sobre as certezas de Jesus. E aí, meu mano, não tenho como lhe agradar.

A segunda coisa que desejo dizer é que “dogma” pode ser dúvida também, especialmente quando a mente carrega o compromisso cientifico da dúvida, como me parece ser o seu caso intelectual.

É a dúvida como dogma!


A certeza da dúvida como axioma filosófico é um dogma.

Entretanto, todas as minhas certezas são sobre Jesus; e Ele foi sem dúvida em tudo o que disse; e Sua dúvida nunca foi sobre o que disse, mas apenas sobre a angustia de viver a hora das Horas. E quando Ele pergunta: “Por que me desamparaste?” - tal “dúvida” não o fez mudar de idéia.

Portanto, tendo minhas certezas todas em Jesus, tenho como certo que fogueira é coisa que acende aquele que quando duvida o faz por não ter certeza; e que quando tem certeza, a pratica como direito seu até as ultimas conseqüências.

Ou seja: meu medo é daqueles que acalentam a certeza da beleza de suas dúvidas acerca do que Jesus ensinou; pois, quem tem suas certezas todas em Jesus, esse tem certeza que nenhuma certeza deve levar ninguém a fazer “descer fogo dos céus”; quanto mais acender fogueiras de Inquisição. Mas aquele cujas certezas são suas; esse surta quando suas certezas se aliam a qualquer forma de poder.

Eu, porém, entendo que fé num tempo de incertezas é algo desconfortável para quem assiste sem crer.

Por enquanto fico por aqui.
Ficaria muito feliz se você lesse o site!
Receba minha palavra a você com todo carinho também.
Nele, em Quem aquele que crê não foge, conforme Isaías,

Caio

20/06/07
Lago Norte
Brasília "


TEXTO COMPLETO: http://www.caiofabio.com/novo/caiofabio/pagina_conteudo.asp?CodigoPagina=0331600004

Nenhum comentário: